Tecnologia: contador, não deixe o seu escritório para trás!

Entenda Por Que Voce Que E Contador Precisa Investir Em Tecnologia E Como Fazer Isso Blog - Contabilidade.net

Índice

Entenda por que você, que é contador, precisa investir em tecnologia e como fazer isso!

No artigo que preparamos você terá acesso a conteúdo relevante, o qual ajudará a entender por que é necessário contar com a tecnologia em seu escritório.

A tecnologia está cada vez mais presente em nossas vidas. Ela tem afetado diferentes áreas, inclusive escritórios contábeis.

Não se atentar a essa questão pode trazer muitos prejuízos ao seu escritório e, sabendo disso, no artigo de hoje trouxemos informações relevantes, que vão ajudar você a entender mais sobre ela e o que fazer para que seu escritório não fique para trás.

Em nosso material a gente vai conhecer as principais tecnologias que estão sendo incorporadas à realidade do contador e vamos entender também por que você precisa se atualizar quanto a elas.

Dito isso, fique com a gente até o final do nosso material e, contador, faça uma excelente leitura!

Como a tecnologia tem impactado escritórios contábeis nos últimos anos?

Você, que está na área há mais de 20 anos, pode perceber que a área contábil sofreu grandes mudanças nesse período, concorda, contador?

A tecnologia passou a ser inserida no atendimento às obrigações do contador

Nesse período vimos o surgimento do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), que revolucionou a maneira como se enviam informações ao fisco.

Se antes era necessário aguardar período de um mês para que o governo tivesse acesso às informações relativas à movimentação em uma empresa, como, por exemplo, a emissão de documentos fiscais, hoje no mesmo momento em que ele é remetida, já pode ser consultada no banco de dados do Estado.

Além disso, existe uma cobrança por maiores detalhes no que é enviado ao governo, o que torna ainda mais importante ter cuidado com as operações das empresas e atualização por parte dos profissionais, para que as empresas possam cumprir com suas obrigações da maneira adequada, como determina a legislação.

O Sped foi um dos acontecimentos que mais impactou a profissão contábil, principalmente no dia a dia de quem trabalha em escritórios, pois exigiu até mesmo que a forma com que muitas rotinas acontecem fossem repensadas.

Ainda, ele exigiu adaptação dos sistema usados tanto por contadores e clientes e um contato mais próximo, das empresas que estão sob a responsabilidade do profissional, principalmente no momento da parametrização das informações.

Nesse contexto, as multas altas por atraso na entrega, todas as adaptações exigidas dos contadores, a necessidade de estar atualizado sobre essas questões, tudo contribui para gerar preocupação no dia a dia desses profissionais.

Em tal cenário, o surgimento e a aceitação do certificado digital juridicamente foi outro ponto positivo, o qual possibilitou agilizar o dia a dia do escritório e permitir, por exemplo, a implantação da NFe.

Sugestão de leitura:

A tecnologia como forma de dinamizar o dia a dia dos escritórios contábeis

Mas não é somente isso, a digitalização, por exemplo dos processos de registro de empresas, foi outro ponto ao qual profissionais da área tiveram de se adaptar.

Até aqui conversamos em aspectos obrigatórios, tendo em vista que trata-se de exigências do próprio Estado, não se atentar a elas expõe o profissional e seus clientes a sérios riscos.

Todavia, várias outras transformações, decorrentes da tecnologia, surgiram, trazendo benefícios ao segmento.

Por exemplo, hoje em dia é possível é mais fácil e acessível contar sistemas que simplifiquem o trabalho do contador, permitindo que atividades manuais possam ser realizadas de maneira automatizada.

Atualmente existem alternativas as quais possibilitam importar dados diretamente do banco de dados das empresas para o software do escritório, ou mesmo programas que possibilitam tratar as informações de modo a tornar desnecessária a digitação de documentos.

Nesse cenário, a própria NF-e vem como alternativa para isso, tendo em vista que muitos programas geram os lançamentos por meio da importação do arquivo .xml.

A integração entre diferentes módulos é outro aspecto positivo.

Isso porque muitas contabilidades trabalham realizando a apuração dos tributos, pelo departamento fiscal, e, posteriormente, essas informações são repassadas ao contábil para que se realize a apropriação das despesas e baixa, quando pago.

Todavia, hoje em dia existem sistemas os quais permitem importar todos os valores de impostos gerados em um determinado período, fazendo com que o contábil dependa apenas da informação relativa ao pagamento.

Além de mais praticidade, evita esquecimentos no reconhecimento de despesas.

Quais as ferramentas têm auxiliado contadores a otimizarem suas rotinas?

Ao falar tecnologias que foram e estão sendo incluídas no dia a dia dos contadores para facilitar sua prática, logo pensamos no software usado pela contabilidade.

De fato, as funcionalidades disponibilizadas pela ferramenta têm um grande impacto no trabalho do profissional, mas não é apenas ele, o Sped e Certificado Digital que, nos últimos anos, estão contribuindo para revolucionar a profissão contábil

Temos, por exemplo, o surgimento e popularização do uso de redes sociais e aplicativos de mensagem instantânea.

Eles permitem um contato mais próximo e também prospectar mais empresas.

Ainda, servem de canal de atendimento, aliados aos e-mails e telefones.

Possibilidade de realização de videochamadas, o que poupa tempo de todos envolvidos na discussão de um determinado conteúdo.

Uso de agenda eletrônica.

Por meio dela é possível não apenas ter mais economia, já que não é necessário comprar a física, mas também permite que todo o seu time possa conhecer a disponibilidade dos componentes e organizar melhor os horários de interações.

Existem softwares os quais possibilitam dividir e acompanhar a realização de tarefas.

O setor fiscal, em particular, pode se beneficiar bastante dessa tecnologia, já que não precisará ficar dependente de planilhas ou tabelas para acompanhar o cálculo e envio de impostos para os clientes.

Temos também o compartilhamento em nuvem.

Com a ajuda dele é possível trabalhar em qualquer lugar do mundo, basta ter os equipamentos certos e conexão à internet.

O uso da nuvem auxilia também na segurança da empresa, tendo em vista que é possível usá-la como backup.

Nesse sentido, uma tecnologia que promete trazer grandes transformações no dia a dia de escritórios contábeis é a inteligência artificial.

O que é a Inteligência Artificial?

A maioria dos softwares existentes no mercado opera por meio de comandos.

Sendo assim, ele executa apenas as tarefas que são determinadas em seu código, sendo que, em caso de erros ou se algo não estiver alinhado com os parâmetros estabelecidos, a atividade não é realizada.

Dessa forma, o acompanhamento humano é importante para garantir que tudo esteja ocorrendo da maneira adequada.

Nesse contexto, a inteligência artificial vem como uma proposta que tende a mudar essa realidade, já que a máquina passará a aprender à medida que ela opera.

Ou seja, a partir da interação com usuários, com os dados, ela pode aperfeiçoar o seu trabalho, o que contribui para que ela tenha uma certa autonomia.

Ela, na verdade, trata-se de uma ideia que tem como base em conferir às máquinas uma inteligência similar à humana.

No futuro, por exemplo, espera-se poder ensinar um determinado programa a classificar uma nova despesa de acordo com a atividade desenvolvida pelo empreendimento.

Hoje isso é possível, mas primeiramente é necessário inserir os parâmetros no programa.

Também que ela possa atualizar-se de forma automática ao se ter algum tipo de mudança na legislação, a qual implique no cálculo e recolhimento de tributos.

Sendo assim, espera-se que a evolução dessa tecnologia venha auxiliar contadores a ficarem cada vez mais distantes de atividades manuais e repetitivas, podendo focar na análise dos dados e busca por soluções individualizadas para seus clientes.

Quais os benefícios relacionados à tecnologia?

Até aqui, em nossa conversa, você já pode perceber muitos benefícios que a tecnologia promove a um escritório contábil.

Cabe trazer que muitas delas já estão sendo aproveitadas por seus colegas.

Por exemplo, com a ajuda da internet e digitalização de órgãos públicos é possível uma atuação nacional, na qual as limitações decorrentes da distância de seus clientes não seja um problema.

Isso é comprovado por meio de escritórios que disponibilizam a contabilidade online e atendem empresas de todo o Brasil.

Mas é claro que deve-se ter cuidados em várias questões.

Para que você entenda melhor a gente pode trazer o exemplo da tributação do ICMS, a qual costuma mudar bastante de um estado para outro.

As regras para registrar empresa em um local, de igual modo, podem sofrer variações.

Ela permite que você possa captar clientes de forma mais fácil.

Isso porque é possível veicular, por exemplo, campanhas direcionadas para um público específico.

Além de gastar com mais eficiência seus recursos, os retornos costumam ser maiores do que quando a publicidade é realizada pela forma convencional.

Com a ajuda da tecnologia você pode ter uma comunicação mais próxima do seu público.

Por exemplo, por meio de um site você especifica quais os tipos de atividade sua empresa desenvolve, quais as áreas nas quais é especializada e história do negócio.

Com a ajuda de um blog você pode partilhar seu conhecimento e reforçar a autoridade sobre um determinado tema.

Softwares que possibilitam a importação e integração de dados evita que você dedique tempo digitando a movimentação dos seus clientes..

Enfim, a tecnologia se mostra uma verdadeira parceira do contador.

Quais os desafios com os quais contadores têm de enfrentar quando se trata desse assunto?

Apesar de estarmos em um cenário que promete auxiliar bastante o dia a dia do profissional contábil, precisamos trazer que implementar ou mesmo manter-se atualizado sobre as mudanças trazidas pela tecnologia nem sempre é algo fácil de se realizar.

Inicialmente é preciso trazer a importância de conhecer de maneira profunda as demandas da sua contabilidade.

É a partir daí que você poderá filtrar o que é importante e, de fato, irá facilitar o seu dia a dia.

Também é preciso conhecer quais as opções existentes no mercado, atualizar-se sobre o funcionamento das novidades.

Ao fazer isso, você poderá identificar o que poderá ser útil em suas rotinas.

Fazer isso costuma demandar um tempo que o profissional não tem, já que suas rotinas já são ocupadas com as demandas do dia a dia do escritório.

Outro aspecto que costuma trazer grandes desafios é a implementação dessas tecnologias no dia a dia dos escritórios.

Por vezes, é preciso realizar treinamentos, parametrizações etc, tudo isso demanda tempo e pode sobrecarregar seus colaboradores.

Nesse aspecto, é necessário trazer que, ao implementar uma nova tecnologia, nem sempre é fácil encontrar no mercado profissionais que estejam preparados para fazer uso delas, de maneira adequada.

Muitas vezes, quando se tem o preparo, os custos envolvidos na contratação podem ser maiores do que o escritório poderá cobrir.

Cabe trazer que nem sempre é possível ou vantajoso treinar esse colaborador, tendo em vista que pode-se estar em uma situação de urgência, para cobrir, por exemplo, um profissional que não faz mais parte da empresa, mas que lida com prazos, por exemplo.

Saber que, tratando-se de tecnologia, seu escritório poderá lidar com esses obstáculos vai ajudar você a ter uma postura preventiva ao fazer algum tipo de mudança. 

Quais os riscos com os quais uma contabilidade pode lidar, quando pensamos na tecnologia?

Nos tempos atuais atualizar sua contabilidade quanto às mudanças na área de tecnologia não é mais uma opção, mas fundamental para que se possa atender aos clientes de maneira completa.

Perceba que não ter um sistema o qual permite gerar, analisar e alterar os arquivos que serão usados para enviar ao fisco, referente ao Sped Fiscal ou EFD Contribuições pode fazer com que você tenha dificuldades nessa tarefa ou mesmo tenha de transmitir informações que não estão de acordo com a realidade.

Ao fazer isso, há a possibilidade de se arcar com o pagamento de multas ou exposição às autuações.

Quando se lida com muitos clientes ou uma movimentação extensa, você poderá ter problemas ao realizar a escrituração contábil, caso tudo seja feito manualmente.

Não ter ferramentas que permitam acompanhar suas entregas, principalmente no que se refere à folha de pagamento e tributos, aumenta as chances de atrasos por conta de equívocos e sua contabilidade poderá ser penalizada com os gastos financeiros relativos aos juros e multas com os quais o seu cliente deverá arcar.

Perceba que contar com a tecnologia, contador, é essencial à sua atuação.

Por que é necessário pensar na Lei Geral de Proteção de Dados quando tratamos desse assunto?

Quando a gente fala em tecnologia, se existe algo com o que devemos nos preocupar, principalmente tratando-se de escritórios de contabilidade, é o que traz a Lei 13.709, de 14 de agosto de 2018, também conhecida como Lei Geral de Proteção de Dados.

Trata-se de um dispositivo que tem como objetivo proporcionar maior segurança no que se refere ao uso, guarda e tratamento de informações, buscando garantir, inclusive, o respeito a direitos pessoais.

Nesse contexto, quanto a gente considera que o seu escritório trabalha com dados sensíveis, ou seja, informações bastante específicas de seus clientes e, percebemos o quão importante é adotar medidas as quais permitam a você maior controle dessas informações.

Sendo assim, é importante buscar alternativas as quais mantenham seu escritório distante de invasões e acesso inadequado.

Isso inclui fazer uso de firewalls, antivírus, ter uma agenda de backups e garantir que os arquivos salvos estejam em local protegido.

Também demanda educar sua equipe quanto às armadilhas presentes na internet, como, por exemplo, links maliciosos e outras vulnerabilidades as quais podem colocar sua empresa em risco, contador.

Isso vale, inclusive, para evitar que arquivos importantes venham a ser perdidos ou corrompidos.

O que significa fazer transformação digital em seu escritório?

Nesse sentido, realizar a transformação em seu escritório contábil pode ser entendido como a readequação de sua estrutura, rotinas e tecnologias de forma a fazer uso de soluções que permitam mais agilidade, evite o retrabalho, erros e contribua para que você possa ter mais tempo para se dedicar à atividades de análises e ser fazer entregas com níveis de excelência cada vez mais altos.

Fazer transformação digital demanda um conhecimento aprofundado de seu empreendimento, saber como ele funciona, de fato, quais as necessidades, o que pode ser melhorado e riscos envolvidos em sua atividade.

Também traz a necessidade de conhecer de maneira ampla as soluções existentes, às quais podem trazer algum tipo de benefício ao seu empreendimento.

Perceba que quando você está atualizado fica mais difícil adotar, por exemplo, um sistema que não atenda de maneira completa, caso exista outro que se alinhe às suas necessidades.

Também demanda ter um bom preparo para lidar com pessoas.

Note que, na maioria das vezes, seus colaboradores terão de sair da zona de conforto para que uma nova funcionalidade possa operar em seu escritório.

Mesmo que traga benefícios em suas atividades, muitos podem ficar, em um primeiro momento, relutantes.

Isso pode se dar também pois, ao implementar alguma solução, por vezes é necessário que se tenha mais trabalho, inicialmente, para entender como a ferramenta funciona e nas etapas de parametrização.

Entender qual o momento do seu escritório, quando se tratar das fases de transformação digital, poderá ajudar você a fazer escolhas as quais estejam mais alinhadas com o que seu empreendimento precisa.

Vamos conversar sobre isso no próximo tópico.

Quais as 4 fases da transformação digital?

A gente pode dividir a transformação digital em um escritório em 4 diferentes fases.

Entendê-las e saber em quais delas você está permite fazer escolhas as quais estejam alinhadas com as suas necessidades.

Leia atentamente as informações trazidas nas próximas linhas, contador e faça uma reflexão sincera sobre a sua realidade.

Isso ajudará você a fazer escolhas as quais vão permitir adotar tecnologias que, de fato, vão auxiliar as rotinas do seu escritório e contribuir para aumentar os níveis de excelência em suas entregas.

Fase #1 – Você ainda não ter, de forma clara, o entendimento sobre como a tecnologia contribui para otimizar o dia a dia do seu escritório

Apesar de todo o cenário atual, ainda existem contadores os quais insistem em métodos ultrapassados, rotinas que consomem tempo e contribuem para estressar suas equipes.

Geralmente profissionais que estão nessa fase não abriram os olhos para os riscos existentes em não contar com a tecnologia.

A pior parte é que isso pode não apenas afetar sua tarefa, pode levar prejuízo a seus clientes e, consequentemente, ao seu caixa, além de dificultar com que você possa levar novos contratos à sua contabilidade, tendo em vista que, hoje em dia, a internet tem se mostrado terreno fértil quando se trata do surgimento de novas parcerias.

Para lidar com esse aspecto uma alternativa é começar investindo em um software e em estratégias que automatizam suas rotinas.

Uma sugestão é conversar com seus clientes e procurar entender sobre a possibilidade de gerar arquivos que possam ser usados para importar os lançamentos feito no gerencial para o seu sistema.

Hoje em dia existem programas que disponibilizam extratos bancários em .pdf.

Fase #2 – Você já sabe da importância de fazer uma transformação digital em sua contabilidade, mas não consegue realizá-la de maneira efetiva

É comum que profissionais contábeis já tenham entendido o quanto a tecnologia é importante para a profissão.

Todavia, por vezes, implementá-la não consiste em uma tarefa fácil, para muitos.

Vários motivos podem justificar esse cenário, desde achar que podem ter que atrasar suas obrigações, ao entender que no futuro terão melhor preparo para inserir uma mudança, etc.

Muitos ficam acomodados e, por conta disso, postergam essa tarefa indefinidamente.

O fato é que a transformação digital começa pela mudança na forma como você pensa.

Isso significa estar sempre buscando meios de fazer as atividades com mais rapidez, reduzindo as possibilidade de erros e sem afetar a qualidade das entregas.

A busca contínua pela automatização dos processos é um exemplo de algo que deve estar sempre em seu modo de pensar.

Posteriormente você precisa considerar que, se existe algo que é valioso, é o tempo.

Deixar algo para depois pode fazer com que você perca oportunidades e, como você bem sabe, o tempo não volta.

Ao atrasar o pagamento de um impostos, não importa o que se faça, o contribuinte deverá lidar com os juros, multas e outras penalidades, não é mesmo?

Então, meu caro contador, quando a gente fala em tecnologia, você precisa saber que “a hora, é agora!”.

Lembre-se também que a transformação digital é um processo, na maioria das vezes, ele não tem fim.

Isso porque nem sempre você terá a solução perfeita, perceba que as próprias tecnologias estão em constante aperfeiçoamento.

Sendo assim, sempre que precisar mudar, se for para trazer benefícios a seu escritório e clientes, então não hesite em mudar.

Fase #3 – Você já está em fase de transformação tecnológica em seu escritório, mas precisa fazer isso com mais rapidez

Quem está nessa etapa já sabe a importância de contar com a tecnologia em um escritório contábil, já começou o processo mas precisa fazer isso com mais agilidade.

Caso você esteja nessa fase, então recomendamos que você adote em sua estratégia o que denominamos de “Método 4Ms”:

  • Modelado;
  • Medido;
  • Monitorado;
  • Melhorado.

Isso significa dizer que os processos em seu escritório precisam ser devidamente estruturados.

Posteriormente, quando eles estiverem sendo executados, você precisará medí-los e monitorá-los tanto para saber se estão sendo feitos da forma correta, quanto para entender se estão trazendo os resultados desejados.

Nesse sentido, caso você perceba se preciso, é importante realizar alterações as quais permitam que eles sejam otimizados.

Outra dica importante é seguir o método PDCA, sigla em inglês para Plan, Do, Check and Act, ou seja, planejar, fazer, verificar e agir.

Eles estão intimamente ligados à sua atuação como líder.

Isso porque, lembre-se, ao implementar uma tecnologia em sua contabilidade, são seus colaboradores quem a irão operar.

Sendo assim, é importante que você possa motivá-los e instruí-los corretamente sobre o que precisa ser feito em cada momento, incluindo como lidar com situações atípicas.

Nesse cenário, você terá de lidar com entusiastas da tecnologia, até mesmo aqueles que a percebem como uma ameaça.

É preciso ter tato para saber agir em cada um dessas situações, de forma a fazer com que seu time esteja integrado na transformação digital do seu escritório.

Fase #4 – Você já investe pesado em tecnologia e ela é implementada e modificada com bastante celeridade 

Você, que já está nessa fase, possui vantagem estratégica em relação aos colegas de profissão.

Aqui é fundamental trazer a necessidade de manter-se atualizado tanto sobre mudanças ocorridas no mercado quanto àquelas ligadas ao seu escritórios, as quais possam impactar nas soluções implementadas.

Quais cuidados ter ao implementar a tecnologia em seu dia a dia?

Nesse aspecto, é essencial trazer que, independentemente da fase na qual você esteja, é sempre importante ter alguns cuidados ao utilizar em sua contabilidade algum novo recurso.

Garanta que ela seja importante

Inicialmente você precisa saber se, de fato, ele irá atender de forma integral ao que você precisa.

Tenha cuidado para não adquirir alternativas que tragam mais opções do que o necessário, isso pode fazer com que você tenha gastos acima do que é preciso.

Nesse ponto é importante fazer uma ressalva apenas para contextos nos quais você faça isso já contando com alguma mudança futura que traga a necessidade de tais recursos.

Fazer essa análise é preciso, pois evita até mesmo trocar de tecnologias em um curto espaço de tempo.

Cuidado com a legislação

Ainda, é preciso se atentar para aspectos ligados à legislação, principalmente no que se refere à LGPD.

Você precisará envolver toda equipe no processo, deixar claro os benefícios e ajudar seu pessoal a ter maior integração.

Verifique se, de fato, ela está trazendo bons resultados

Outro ponto ao qual você precisará levar em consideração é acompanhar seus resultados após a tecnologia ser implementada.

Por exemplo, caso tenha sido o uso de um sistema para controle de tarefas, identificar se ele está, de fato, contribuindo para mais agilidade em seu dia a dia.

Lembre-se que utilizar diferentes ferramentas poderá consumir o tempo do seu time e comprometer suas entregas.

Converse com quem faz uso das ferramentas e entenda se elas têm, de fato, auxiliado a alcançar o propósito pretendido.

Atente-se à configuração

Essa dica vai valer especialmente para o seu sistema operacional: dê atenção especial com a parametrização.

Lembre-se que ele irá trabalhar tendo como base a maneira como for configurado, informar algo que não esteja correto poderá impactar toda a operação.

Cuidado com suas rotinas

Implementar uma nova ferramenta, por vezes, pode demandar tempo dos seus colaboradores.

Isso geralmente significa ter que parar uma atividade presente em suas rotinas para realizar outras.

Mesmo que, no futuro, ela traga benefícios, é importante que você se atente para que não acabe deixando para depois rotinas importantes como, por exemplo, o cálculo da folha de pagamento de clientes.

Tal afirmação significa que você precisa ter uma organização e controle das atividades do seu escritório de forma a não permitir que a implantação de uma tecnologia venha a se transformar, no futuro, em um problema.

Busque alternativas que facilitem o dia a dia de seus clientes

Existem várias alternativas que contribuem para que você possa levar soluções às empresas que estão sob sua responsabilidade.

Desde o uso de múltiplos canais de atendimento, os quais, de fato, funcionam, até ferramentas de videoconferência, ou mesmo enfiou de documentos por email ou usando o protocolo FTP.

Isso permitirá mais comodidade para sua equipe, para seus clientes, por vezes gera mais economia e possibilita que você reduza custos.

E então, contador, você acha que é difícil fazer uma revolução tecnológica em seu escritório?

Com a ajuda certa tudo fica mais fácil!

No link abaixo você conhecerá quem pode ajudar você a entender melhor o seu contexto e levar ao seu dia a dia alternativas as quais contribuam para que você tenha mais eficiência em sua rotinas, contando com as tecnologias certas:

Suporte para contadores que precisam otimizar as atividades de seus escritórios

Pedro Nery: contador, eu entendo a sua realidade e vou ajudar seu escritório a ser mais produtivo!

Com a gente pode observar, contador, a tecnologia é uma realidade em sua profissão e não tem como fugir dela sem ter prejuízos.

Se atentar para as informações e dicas que trouxemos em nossa conversa ajudará você a lidar com ela com mais segurança e, ainda, fazer escolhas as quais possam ajudar, de fato, em suas rotinas.

Nesse contexto, cabe trazer que eu, Pedro Nery, posso ajudar você a encontrar soluções que permitam a você ter mais tempo em sua agenda para lidar com a implementação de alternativas as quais possam ter impacto positivo em seu dia a dia.

Vamos conversar sobre isso?

Clique no botão abaixo!

Quero ajudar seu escritório a ser mais rentável!

Preciso de ajuda para revolucionar os processos do meu escritório contábil

classifique nosso post
Summary
 Tecnologia: contador, não deixe o seu escritório para trás!
Article Name
Tecnologia: contador, não deixe o seu escritório para trás!
Description
Entenda por que você, que é contador, precisa investir em tecnologia e como fazer isso! Leia o artigo que preparamos e saiba mais!
Author
Publisher Name
Contabilidade.net
Publisher Logo

Preencha o formulário abaixo para entrar em contato conosco!

Últimos Posts:
Categorias
Arquivos

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados